Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp

Nos dois primeiros meses de 2018, o Ceará registrou o pagamento de 3.778 indenizações por invalidez permanente em decorrência de acidentes de trânsito. O número representa 9,34% do total de 40.463 indenizações do tipo pagas no Brasil no primeiro bimestre deste ano. Com este registro, o Estado é o terceiro do Brasil e número de pagamentos por invalidez. Apenas os estados de São Paulo e Minas Gerais superam a marca cearense.

Os dados foram disponibilizados nessa segunda-feira pela Seguradora Líder, administradora do Seguro de Danos Pessoais Causados por Veículos Automotores de Vias Terrestres – Seguro DPVAT. De acordo com a Seguradora, apesar de altos, os índices desse bimestre no Ceará são inferiores aos registrados em período semelhante de 2017. Um queda de 17,15%, pois, no ano passado, em janeiro e fevereiro, o Estado contabilizou 4.560 pagamentos de indenização por invalidez permanente.

Já as indenizações por morte, em 2018, chegaram a 352 no Ceará. Um recuo de 5,63% se comparado os registros do período semelhante em 2017. Esta marca é a segunda maior do Nordeste e sexta maior do país. O número de reembolso de despesas médicas (DAMS) neste bimestre foi de 412.

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp