Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp

Somente neste ano, o estado do Ceará realizou 397 envios de córneas para transplantes em outros estados. O número, que considera também os dados da Perícia Forense do Estado do Ceará (Pefoce), representa esperança para pessoas que precisam do procedimento cirúrgico.

Ao todo, foram 13 estados beneficiados desde janeiro, entre eles Maranhão, Rio de Janeiro e Pará. O envio só foi possível graças a uma parceria entre a Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS) e a Secretaria da Saúde (Sesa), que acumulou 3.288 doações desde 2016.

A coordenadora da Central de Transplantes do Ceará, Eliana Barbosa de Almeida, explica que os números desse tipo de transplante são altos em razão da cooperação entre as pastas. “Antes, tínhamos apenas um núcleo de doações e o período de espera era de seis meses. Com a integração, nós passamos a três núcleos em todo o Estado, zeramos a fila e passamos a disponibilizar para outros estados”, diz.

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp