Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
O Ceará passou, a partir desta terça-feira, a ter a terceira maior frota de aeronaves policiais do País, considerando todos os tipos de equipamentos. A Coordenadoria Integrada de Operações Aéreas (Ciopaer) recebeu do Governo do Ceará dois novos helicópteros nesta sexta-feira. Os equipamentos reforçarão a atuação policial em resgates, missões, combate a incêndios e monitoramento do meio ambiente na Capital e no Interior.
Com relação a aeronaves biturbina e em voo por instrumentos. o Ceará tem a maior frota, o que resulta em autonomia de sobrevoo a qualquer hora e em qualquer ponto do Estado, diminuindo o tempo médio de resposta para ocorrências a 30 minutos.
Os helicópteros foram entregues pela Helibras, única fabricante brasileira de helicópteros e subsidiária da Airbus, líder mundial nos segmentos aeroespacial e de serviços relacionadas à defesa. Atualmente a Ciopaer dispõe de dez aeronaves em operação, nas bases de Fortaleza, Sobral, Juazeiro do Norte e Quixadá, sendo nove helicópteros e um avião. São seis os helicópteros da Airbus, dois AS350 e quatro biturbinas (EC135 e EC145).
O evento de apresentação das aeronaves foi realizado no hangar da sede do Ciopaer. O governador Camilo Santana participou da solenidade, acompanhado do presidente da Helibras e Head of Country da Airbus no país, Richard Marelli, e do diretor do Centro de Entregas da Airbus na Alemanha, Amaury Bastos. Também estiveram presentes na ocasião lideranças políticas, membros do secretariado estadual e autoridades policiais.
Camilo Santana destacou que o investimento para reforçar a estrutura e os equipamentos na área da Segurança Pública faz parte de planejamento prioritário do Governo do Ceará. “Essas aeronaves estão entre as mais modernas do mundo, e agora se agregam aos trabalhos da Ciopaer. Consideramos que vamos levar o serviço para mais próximo da população. A ideia é que toda a aeronave esteja no máximo a 30 minutos do município do qual receber a demanda para atender o mais rápido possível. Com essa estrutura conseguiremos dar respostas mais rápidas e garantir a segurança do povo cearense”, explicou o chefe do Executivo.
Cada aeronave custou R$ 40 milhões, via Projeto de Modernização Tecnológica (Promotec), da Secretaria da Ciência, Tecnologia, e Educação Superior (Secitece). O valor inclui, além dos veículos, todo o aparato que será utilizado para as atividades a serem desenvolvidas.
Durante o seu discurso, o governador revelou ainda que o Governo do Ceará deve adquirir futuramente mais um helicóptero dentro dos padrões dos recém-apresentados para continuar melhorando os serviços de operações aéreas. “A gente quer ver se fecha esse ano para que, no mais tardar no final de 2019 ou início de 2020, já seja possível receber mais uma nova aeronave para a frota do Ceará”.
Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp