Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp

O Ceará possui uma área de 122.986 km² (cerca de 83% do seu território) aptos para geração de energias renováveis, segundo indica o atlas eólico e solar divulgado, ontem, pelo Governo Estadual e a Federação das Indústrias do Estado do Ceará. Elaborado quase 20 anos após o primeiro estudo, o atlas consolidou a capacidade produção energética considerando também os parques offshore (no mar), que aparecem como mercado viável.

A área apta a receber novos projetos ainda representa uma capacidade instalável de 992,46 gigawatts, o que representa mais de duas vezes o suprimento atual de energia de todo o Brasil. Além das informações de potencial, o atlas apresentado pelo Estado e pela Fiec contém informações sobre as áreas para o desenvolvimento de projetos específicos de geração de energia.

O estudo traz várias versões do mapa do Ceará e aponta as condições das regiões para a geração eólica e a solar. Disponível na internet, com um site próprio, e em um aplicativo para smartphones, o atlas conta com uma ferramenta de simulação que pode ser usada para que os empresários encontrem o maior potencial antes de consolidar um novo projeto no Estado. Além disso, o atlas conta com um relatório com todas as informações técnicas, que ficarão disponíveis para o setor produtivo. Ao todo, o novo levantamento de potencial energético no Estado contou com um investimento de cerca de R$ 1,4 milhão, com um aporte de R$ 800 mil pelo Governo do Estado.

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp