Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp

Os polícias do Ceará montaram uma força-tarefa para tentar frear a onda de ataques no estado, que destruiu dezenas de ônibus, carros e prédios públicos desde quarta-feira (2). No entanto, mesmo com o reforço da Força Nacional, Polícia Rodoviária Federal e Polícia Militar, foram registrados sete ataques: dois em Fortaleza contra um posto de combustível e uma torre policial, na noite de sábado, 5, e cinco contra veículos, banco e prédios públicos em cidades do interior neste domingo (6). Em todo estado, chegou a 98 o número de ações criminosa desde o início da onda de violência.

Leia mais:

+ Secretário da Administração Penitenciária ordena “pente fino” em penitenciária cearenses

+ Ataques no Ceará são tentativa de fazer estado recuar de combate ao crime, diz Camilo Santana

Equipes de segurança prendem 53 suspeitos de ataques

Equipes de segurança que atuam no Ceará capturaram, ao todo, 103 suspeitos dos ataques que ocorrem no estado desde a noite de quarta-feira, 2.

De acordo com a Secretaria da Segurança do Ceará, 53 detenções ocorreram nesse sábado, 5, após a chegada da Força Nacional ao estado. Mais de 90 ataques ocorreram em 26 cidades do estado. S

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp