Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp

Após quase oito meses das primeiras notificações dos casos do novo coronavírus no Estado do Ceará, a incidência da doença já alcança números consideráveis. De acordo com os últimos dados divulgados pela plataforma IntegraSUS, nessa última quinta-feira, o território cearense já registrou 237.147 casos confirmados da doença, com 210.648 pessoas recuperadas e 8.891 óbitos. Nas últimas 24 horas, seis mortes foram confirmadas.

Os números ainda apontam a notificação de 732.933 casos, e até o momento, 89.192 casos ainda se encontram em investigação. A plataforma ainda destaca dados positivos em relação aos exames para detectar o vírus com a realização de 736.244 testes. Atualmente a curva epidemiológica registra uma média móvel de 55 casos.

O boletim do IntegraSUS também apresenta que Fortaleza ainda lidera os índices da doença, com 48.788 casos confirmados, com 1.827,7 de incidência. Na Capital foram realizados 185.179 exames com 41.546 casos ainda em investigação. Nesta luta contra o coronavírus, Fortaleza registrou 3.843 vítimas. A atual taxa de letalidade da doença é de 7,9.

Na Região Metropolitana de Fortaleza, os municípios que tiveram os maiores números de casos confirmados foram: Maracanaú com 6.685, seguido de Caucaia com 5.734 e Maranguape com 4.768. Dos três municípios apresentados, Maracanaú aparece com o melhor índice de pessoas recuperadas da doença, 6.173 curas clínicas.

Nos demais municípios cearenses figuram com maior índice de contágio as cidades de Juazeiro do Norte e Sobral, com 15.031 e 11.650 casos confirmados, respectivamente. Já os municípios com maiores incidências de casos confirmados de Covid-19 por 100 mil habitantes são: Acarape (11.447,5); Frecheirinha (10.567,1), Groaíras (6.541,4), Quixelô (6.193,6) e Chaval (6.113,7).

No total de números de casos confirmados e óbitos, vale destacar um dado onde apresenta que 17.002 profissionais da área da saúde contraíram Covid-19, com 29 mortes. Já entre a população indígena foram diagnosticados 628 casos com 5 óbitos e entre a população carcerária foram 953 casos com 4 óbitos.

(*) Com informações da CMFor.