Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp

O Ceará está vivendo o pico da segunda onda da Covid-19, o que exige do Oficial de Justiça, categoria que está na linha de frente do Poder Judiciário, extrema cautela no exercício da função. Já são duas mortes registradas e 81 infectados em todo o Estado, o equivalente a 12% da categoria. Tem ainda uma oficial de Fortaleza internada. Os dados são do Sindicato dos Oficiais de Justiça do Ceará (Sindojus-CE), após levantamento realizado nos meses de fevereiro e março. Em todo o país, já são 41 mortes registradas pela Covid-19, de acordo com o InfoJus Brasil.

Demandas

Para que a categoria possa realizar o seu trabalho nas ruas com segurança, o Sindojus vem solicitando ao TCJE Equipamentos de Proteção Individual (EPIs) – até o momento só foi fornecido, em junho do ano passado, kits com cinco máscaras PFF2 e 500 ml álcool em gel para cada oficial (ala), insuficientes para esse período de pandemia –; a realização constante de testes, que se constitui em uma das principais formas de achatar a curva de disseminação do vírus; além da inclusão da categoria nos grupos prioritários de vacinação, tendo em vista a natureza do trabalho desempenhado pelo Oficial de Justiça, que realiza trabalho predominantemente externo sendo, portanto, potencial vetor da doença.

(*) Com informações do Sindicato dos Oficiais de Justiça do Ceará

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp