Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp

Cerca de R$ 5,2 bilhões poderão ser injetados na economia do Ceará com a liberação do 13º salário neste ano. O resultado equivale aproximadamente 15,6% do valor do Nordeste e 2,4% do Brasil, de acordo com o levantamento realizado pelo Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos (Dieese) e divulgado nessa terça-feira (5).

O jornalista Carlos Alberto Alencar, em seu comentário, nesta quarta-feira (6), no Jornal Alerta Geral (FM 104.3 – Grande Fortaleza + 26 emissoras + redes sociais), informou que, segundo o levantamento, o montante corresponde a 3,3% do Produto Interno Bruto (PIB) do Ceará. O segmento de empregados formalizados apresenta a maior contribuição para o PIB, correspondendo a 2,3%.

Carlos Alberto destaca que, no Ceará, os empregados do mercado formal representam 54,6%, sendo 53,1% assalariados dos setores públicos e privados e 1,5% de empregados domésticos. Já os pensionistas e aposentados do INSS equivalem a 45,4%.

Confira na íntegra o comentário do jornalista Carlos Alberto Alencar:

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp