Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp

A Controladoria Geral da União (CGU) questionou pontos do edital para retomada das obras da transposição do Rio São Francisco, entre as cidades de Salgueiro (PE) e Jati (CE), e adiou para o dia primeiro a realização do pregão eletrônico destinado à contratação de uma empresa para reiniciar um dos trechos do canal.

O edital estava previsto para ser aberto nessa segunda-feira e, de acordo com o deputado federal Danilo Forte (PSB), a obra vai atrasa ainda mais.  Com o número elevado de empresas que irão participar do pregão eletrônico, no entender do parlamentar cearense, novos questionamentos irão surgir e a obra, considerada indispensável para as águas do Rio São Francisco entrarem no Ceará pelo Município de Jati, irá atrasar.

Danilo, que, no ano passado, abriu a agenda do presidente Michel Temer para o Governador Camilo Santana expor a realidade hídrica do Ceará, voltou a defender a mobilização do Batalhão de Engenharia do Exército na construção das obras do trecho da transposição. A obra foi abandonada, em meados do segundo semestre de 2016, pela Construtora Mendes Júnior.

”Recebi essa notícia sobre o adiamento do pregão eletrônico  e manifestei a minha preocupação exposta desde o ano passado sobre a importância de termos o Batalhão de Engenharia do Exército na construção dessa obra”, disse Danilo Forte, que, na última segunda-feira, esteve com o presidente Michel Temer para entregar imagens sobre as obras paradas da transposição na Região do Cariri.