Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp

Boas notícias para os cearenses. As precipitações no início de 2017 já colaboram para uma queda significativa em alimentos na Central de Abastecimento do Ceará (Ceasa Ceará). A maior redução, se comparados  os preços praticados  nos meses de dezembro de 2016 com janeiro deste ano, foi no preço do tomate. O alimento passou de R$ 2,96 o quilo para R$ 1,44, o que equivale a uma queda de 51%.

Além do tomate, outros alimentos que registraram queda nos preços foram o pimentão (-28,77%), passando de R$ 2,82 o quilo em dezembro para R$ 2,08 em janeiro, o feijão verde que era vendido a R$ 10,80 passou a ser comercializado por R$ 8,30, registrando uma redução de 23,15%, e a batata inglesa (-20%), passando de R$ 2,20 para R$ 1,76 o quilo.

O analista de mercado da Ceasa, Odálio Girão, explica que o feijão verde produzido na região do Cariri foi um dos alimentos beneficiados com as chuvas na região. Outro alimento que registrou queda no preço e também é produzido no Ceará, nos municípios localizados na Serra de Ibiapaba é o tomate.

O pimentão que apresentou redução de 28,77% no preço é produzido dos municípios cearenses de Guaraciaba do Norte, Tianguá e Limoeiro do Norte. Já a batata inglesa está em plena safra em Minas Gerais e na Bahia. “Estamos aguardando um bom quadro chuvoso este ano e a tendência é que os produtos reduzam de preços e apareçam em maior quantidade no mercado”, frisa Odálio Girão.

 

Fonte: Governo do Estado