Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp

Termina nesta quarta-feira, 1º, a pesquisa para construir a proposta inicial de metas nacionais da Justiça para 2019. Podem participar magistrados, servidores, defensores públicos, membros do Ministério Público e demais cidadãos.

O objetivo é obter opiniões e considerações sobre as metas a serem alcançadas ao longo do ano que vem, de forma democrática e participativa, oferecendo à sociedade a oportunidade de sugerir e contribuir para uma gestão mais transparente, transversal e inclusiva do Judiciário.

Todas as informações serão protegidas e ficarão em sigilo, em respeito à privacidade, à segurança e à proteção dos dados. A pesquisa foi proposta pelo Conselho Nacional de Justiça (CNJ), por meio da Resolução nº 221/2016, que trata de princípios de gestão participativa e democrática na elaboração das metas e das políticas judiciárias.

Metas do Judiciário

Formuladas anualmente, desde 2009, as metas nacionais têm o objetivo de concentrar esforços dos Tribunais para o aperfeiçoamento do Judiciário brasileiro. Também visam contribuir para o cumprimento dos macrodesafios estabelecidos pela Estratégia Nacional 2015/2020 (Resolução nº 198/2014 do CNJ).

Com informações do Tribunal de Justiça do Estado do Ceará

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp