Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp

Cerca de 2.295 pesquisadores do Ceará poderão ficar sem o pagamento de bolsas universitárias a partir de outubro, segundo o Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq). Em nível nacional, 83.405 estudantes de graduação e pós-graduação estão na mesma situação. Para regularizar o repasse do benefício, o órgão diz precisar de R$ 330 milhões.

Através desse bloqueio de R$ 47 milhões anunciado pelo Governo Federal em abril deste ano. Os novos bolsistas da UFC não poderão ocupar mais essas vagas existentes. Esta decisão foi oficializada pela Pró-Reitoria de Planejamento e Administração no dia 1º de agosto.

O corte no orçamento da universidade deverá atingir as áreas de pesquisa e pós-graduação, graduação, extensão, assuntos estudantis e relações internacionais, além da Secretaria de Tecnologia da Informação, de Cultura e Arte e Escola Integrada de Desenvolvimento e Inovação Acadêmica.

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp