adobe acrobat pro create 3d pdf free adobe illustrator cs4 crop image free zoombrowser ex windows 10 download free ashampoo burning studio 16 lisans anahtar free microsoft office 2016 full version with crack free fruity loops free download for windows 8 free

O Projeto de Lei 8456/17, que está com pedido de urgência para ser votado no plenário da Câmara, vai gerar demissão em massa no setor transportador, essa é a avaliação do Presidente da Confederação Nacional do Transporte (CNT), Clésio Andrade.

A proposta prevê a reoneração da contribuição previdenciária aumentando significativamente o custo da prestação dos serviços de transporte, pressionando a inflação e causando reflexo direto na mesa do trabalhador.

Na avaliação do Presidente da CNT, a reoneração penaliza o setor produtivo, que é fundamental para a reativação da economia brasileira. “Fazemos a movimentação de trabalhadores e transportamos toda a produção do país, desde os insumos aos bens finais”, conclui o representante da Confederação.

Segundo o texto do projeto, empresas que atuam com transporte rodoviário de cargas, ferroviário de cargas, aéreo de cargas e de passageiros, marítimo e com o armazenamento de contêineres deverão, obrigatoriamente, recolher 20% sobre os pagamentos dos empregados e contribuintes individuais (sócios e autônomos) para a Previdência Social.

A CNT defende que todos os modais do setor transportador continuem com a contribuição previdenciária sobre a receita bruta, principalmente, pelo momento que o país enfrenta e da necessidade de continuar gerando empregos e consolidar a retomada da economia.

Com informações da CNT