Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp

Depois de sofrerem com a longa estiagem nos últimos cinco anos, os produtores agrícolas comemoram, neste primeiro semestre, a boa safra de feijão na Região dos Sertões de Cratéus. A alegria pelos campos cobertos pelo feijão tem, porém, um lado de desânimo e descontentamento: o motivo dessa tristeza: se no período da seca, a saca de feijão, com 60 kg, custava R$ 400,00, agora, o preço do produto chega a, no máximo, R$ 80,00

O quadro é de angústia para os agricultores que sofrem com a falta de uma política de preço mínimo que os proteja da especulação. O ex-prefeito de Novo Oriente, ex-deputado estadual Nenen Coelho, vem acompanhando o dilema dos agricultores e quer que os governos estadual e federal estabeleçam condições para o preço mínimo para a safra de feijão. Em entrevista, nesta terça-feira, ao Jornal Alerta Geral (Rádio FM 104.3 – Grande Fortaleza + 22 emissoras no Interior), Nenen Coelho faz apelo para os Governos Estadual e Federal se sensibilizarem com os agricultores cearenses. Confira a entrevista completa no player abaixo:

Entrevista-Ex-Deputado-Nen-Coelho-25.04