Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp

Após um mês da morte do jovem Alanylson Duarte Menezes, de 25 anos, moradores da comunidade de Catuana, em Caucaia, realizaram na tarde desta quarta-feira (28) uma manifestação organizada pelas redes sociais pedindo paz. A caminhada foi realizada pelas ruas da comunidade situada na BR-222, KM 40.

Segundo a estudante Thayná Pereira, de 18 anos, Alan era diretor do time “JUVENTUS DA CATUANA” e falou que os assaltos são constantes. Ela disse que decidiu participar da manifestação para pedir paz na comunidade.

A manifestação é para pedir justiça pela morte do jovem, que ainda está sem solução. Alan, como era chamado pelos amigos, era estudante do 6º semestre de Ciências Econômicas na Universidade Federal do Ceará (UFC).

Entenda o caso

No dia 28 de maio, quando o estudante foi assassinado, a Federação Nacional dos Estudantes de Economia (Feneco) publicou uma nota de pesar no Facebook. “Alanylson, conhecido por ser um aluno responsável, íntegro e amigos de todos, deixa saudades e um sentimento de impotência frente à perda de mais um jovem”.

Em nota, a Polícia Civil do Estado do Ceará, afirma que investiga o homicídio que vitimou Alanylson Duarte Menezes e informa que a Divisão de Homicídios e Proteção à Pessoa, instaurou inquérito para apurar as circunstâncias da morte da vítima.

Segundo a PCCE, o caso será transferido para a Delegacia Metropolitana de Caucaia, que dará continuidade às investigações.