Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp

O Índice de Confiança de Serviços, medido pela Fundação Getulio Vargas (FGV), teve alta de 2,9 pontos na passagem de agosto para setembro e chegou a 87,9 pontos, em uma escala de zero a 200 pontos. Essa é a quinta alta consecutiva do indicador, que mede a confiança do empresário do setor de serviços no país.

Onze dos 13 segmentos pesquisados pela FGV tiveram alta na confiança. As avaliações sobre o momento atual, medidas pelo Índice da Situação Atual, variaram apenas 0,1 ponto, para 76,9 pontos.

Já as expectativas em relação aos próximos meses, medidas pelo Índice de Expectativas, cresceram 5,4 pontos em setembro e chegaram a 98,9 pontos, igualando-se ao nível pré-pandemia (fevereiro de 2020).

O Nível de Utilização da Capacidade Instalada (Nuci) do setor de serviços se manteve estável em 81,8%.

(*)com informação da Agência Brasil