Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp

Insatisfação com serviços maus prestados, demora em obter respostas nas Centrais de Atendimento, abusos de empresas, esses são os motivos que mais levam os consumidores brasileiros a prestarem queixas nos Procons (Programa de Defesa do Consumidor).

Com a internet, as redes sociais e sites de opinião são válvulas de escape utilizadas pela população para expor a insatisfação com as empresas que não cumpriram o que prometeram ou para criticar a longa espera pelo atendimento pelo telefone e presencial.

No Dia Mundial do Consumidor, celebrado nesta quinta-feira, 15, há muito o que comemorar, no que tange aos avanços da defesa deste, mas também, segundo a diretora do Procon Fortaleza, Cláudia Santos, serve para mostrar que muita coisa ainda precisa ser feita.

Cláudia Santos, contudo, mostra-se confiante com o engajamentos dos cidadãos em buscar seus direitos. “O consumidor hoje está cada vez mais consciente e atuante, reivindicando o cumprimento de seus direitos”, afirma a diretora, em entrevista ao Jornal Alerta Geral (Rádio FM 103.4 – Expresso Grande Fortaleza + 24 emissoras no Interior) desta quinta-feira.

Segundo Cláudia, a criação de um Sistema Integrado de Defesa do Consumidor em todo o País possibilita que o Procon promova mais ações em prol da defesa dos direitos dessas pessoas. “Hoje temos uma Secretaria Nacional”, pontua a diretora, referindo-se à Secretaria Nacional do Consumidor (Senacon).

Para ela, o consumidor mais emponderado de seus direitos faz com aquelas empresas, que insistem em descumprir o Código de Defesa do Consumidor, adequem-se a legislação. “É uma lei que funciona, que é evocada nos tribunais. Hoje, cada vez mais os juízes estão sensíveis na aplicação do Código de Defesa do Consumidor”, explica.

Em Fortaleza

A diretora do Procon Fortaleza disse durante a entrevista que, hoje, há muitos canais com que o cidadão pode contar para fazer denúncias e reclamações, como, no caso específico da capital do Ceará, do Aplicativo Procon Fortaleza. “Hoje, nós temos o aplicativo Procon Fortaleza, em que o consumidor baixa o aplicativo em seus celulares e pode registrar sua denúncia, mandar foto e gravar vídeo”, lembrou.

Cláudia destaca ainda que as pessoas podem fazer suas reclamações, e até denunciar de forma anônima, pelo site da Prefeitura de Fortaleza. Há também duas unidades do Procon Móvel “que circulam em nossos bairros, além de nossas unidades físicas, tanto no Vapt Vupt da Messejana e do Antônio Bezerra, como também na nossa sede, no Centro”, esclarece.

Retorno das empresas

A diretora do Procon disse que o órgão vem trabalhando para que todas as queixas dos consumidores sejam atendidas. Segundo ela, o índice de resolutividade nas audiências do Procon tem sido alto, tanto nas audiências realizadas de forma presencial quanto aquelas feitas pelo Whatsapp, que, inclusive, é uma ideia pioneira do Procon da capital cearense. “Temos um índice de mais de 80% de acordos (entre os reclamantes e as empresas)”, afirma.

Semana do Consumidor

A Semana do Consumidor, promovida pelo Procon Fortaleza, começou no último dia 12 e culmina nesta quinta, 15, com o Dia Mundial do Consumidor. A ideia principal do Órgão Municipal era promover uma conscientização por parte dos empregadores sobre os principais problemas enfrentados pelos consumidores com deficiência.

Além disso, ocorre na manhã desta quinta, na sede central do Procon Fortaleza, a assinatura de uma parceria do Órgão com a Regional V. O encontro estava marcado para começar as 8h30min da manhã de hoje.

“Vamos assinar uma parceria com Regional V num projeto intitulado Procon na Regional por ocasião do Dia Mundial do Consumidor. Assim, nós vamos ter um núcleo do Procon na Regional V, que será mais um canal alternativo para o consumidor”, finaliza.

Confira abaixo a entrevista na íntegra com a diretora do Procon Fortaleza, Cláudia Santos:

CLÁUDIA SANTOS – PROCON FORTALEZA

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp