Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp

Fortaleza é uma das 70 cidades de todos os continentes que uniram esforços para aprimorar as estratégias de combate à pandemia do novo coronavírus (covid-19), que tem provocado a maior crise humanitária da história. A Parceria por Cidades Saudáveis (Partnership for Healthy Cities, em inglês), é uma iniciativa financiada pela fundação norte-americana Bloomberg Philanthropies com apoio da Organização Mundial da Saúde (OMS) e da Vital Strategies.

A assistência às cidades da rede inclui videoconferências, para favorecer a troca de experiências e orientações técnicas, e um programa de apoio financeiro para facilitar as atividades de resposta. Essas doações podem cobrir a implementação de Intervenções Não Farmacêuticas (INP), como medidas de distanciamento social, apoio legal às opções das cidades na tomada de medidas de saúde pública, comunicação pública, além de coleta, análise e comunicação de dados epidemiológicos.

A primeira conferência online entre as cidades, cientistas e pesquisadores foi realizada nessa terça-feira (31). Neste primeiro encontro, o diálogo teve foco nos fundamentos da preparação e resposta à epidemia, nas mais recentes evidências científicas sobre o Covid-19 e em como a Parceria ajudará as cidades a combater o novo coronavírus, fornecendo ferramentas e recursos técnicos voltados para contextos urbanos. O secretário executivo de Conservação e Serviços Públicos (SCSP), Luiz Alberto Saboia, e técnicos da Secretaria Municipal de Saúde e da SCSP participaram do debate. Os próximos passos da colaboração incluem o compartilhamento de estratégias, resultados e evidências atualizadas sobre esforços de organizações e cidades por todo o mundo.

“Esse desafio impõe a todos nós uma necessidade de cooperação sem precedentes, não apenas com nossos irmãos aqui em nosso estado e no Brasil, mas com líderes de todos os povos que enfrentam a mesma batalha que a nossa. Precisamos estar conectados com a ciência e com as práticas que tem mostrado resultado em todo o mundo e essa aliança do Parceria por Cidades Saudáveis nos oferece isso” afirma o prefeito Roberto Cláudio.

A Vital Strategies, parceira na implementação e operacionalização da cooperação entre as cidades, é uma organização global de saúde com atuação em mais de 70 países em todo o mundo, incluindo o Brasil e com atuação em Fortaleza desde 2015.

“Os governos locais costumam ser os primeiros a responder a emergências de saúde pública, às vezes com responsabilidades amplas, mas com recursos insuficientes para lidar com elas. Queremos garantir que elas tenham as mais recentes orientações científicas e técnicas, adaptadas aos ambientes urbanos, para proteger suas populações”, disse o vice-presidente sênior de programas de saúde pública da Vital Strategies Adam Karpati.

O esforço coletivo de cidades, Vital Strategies e OMS, é patrocinado pela Iniciativa de Resposta Global ao Coronavírus da Bloomberg Philanthropies, com orçamento de 40 milhões de dólares.

“O Covid-19 está apresentando às cidades de todo o mundo um desafio sem precedentes no momento. Com as grandes cidades frequentemente no epicentro do Covid-19 em muitos países, as ações urgentes que os prefeitos realizam podem ter um impacto enorme na trajetória do Covid-19 em seus municípios e países. Queremos ter certeza de que podemos ajudar a preencher as lacunas”, disse Kelly Henning, que lidera o programa de saúde pública da Bloomberg Philanthropies.

(*)com informação da PMF

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp