Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp

Trabalhadores do sistema socioeducativo e a Defensoria Pública do Ceará estão preocupados com o risco de contágio do novo coronavírus nas unidades do Estado. De acordo com os relatos, faltam equipamentos de proteção individual e ações mais efetivas nos espaços.

Segundo a Superintendência do Sistema Estadual de Atendimento Socioeducativo, a aquisição de materiais como luvas, máscaras, sabão antisséptico e álcool gel vem sendo prioridade por parte desta instituição. Todavia, como é de conhecimento de todos, esses insumos encontra-se em absoluta carência no mercado. Ainda assim, a Superintendência do Sistema Estadual de Atendimento Socioeducativo promete entregar, aos centros socioeducativos, um quantitativo desses materiais durante essa semana.

Em nota, a Superintendência do Sistema Estadual de Atendimento Socioeducativo lembrou que “a natureza de seus serviços reveste-se de caráter essencial e, por isso, não pode paralisar suas atividades” e confirmou que as aulas estão suspensas, mas as atividades de lazer e esporte estão sendo realizadas “com grupos reduzidos e seguindo as orientações de higienização da equipe de Saúde”.

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp