Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp

Os riscos de transmissão de coronavírus têm preocupado os órgãos de saúde do Ceará. O estado teve a primeira suspeita da doença, no município de Sobral. Como medida protetiva, há pelo menos 15 dias os portos e aeroportos do Estado já são monitorados quanto à possível entrada da enfermidade a partir de pessoas que chegaram da China. A medida é realizada pela Secretaria da Saúde do Ceará em parceria com a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa).

Além disso, os órgãos já mapearam todos os leitos em que há isolamento respiratório, em Sobral, onde um homem de 27 anos foi internado no Hospital Regional Norte (HRN).

No Ceará, não há necessidade de pânico, segundo a Secretaria da Saúde do Ceará, uma vez que não existe caso confirmado. O coronavírus foi detectado inicialmente na China e em seguida, se espalhou por outros países asiáticos, pela Europa e América. A doença já matou 132 pessoas e infectou mais de 6 mil em pelo menos 18 países, segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS).

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp