Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp

Com base na evolução de casos do novo coronavírus, o Instituto Ampla Pesquisa prevê que a saída gradual do isolamento social volta ao trabalho no Ceará seja possível entre os dias 29 de maio e 4 de junho, logo após o pico de contaminação, que deve ocorrer entre os dias 17 e 22 de maio, segundo o levantamento. As previsões levam em consideração o número de infectados, o número de pessoas susceptíveis a contrair a doença e as retiradas, que são pessoas que foram retiradas do convívio do sociedade. Passado o encontro, o número de retirados começa a ser maior que o de novos infectados diários, estágio em que passa a ser possível a saída escalonada do isolamento social. O estudo mostra 98,7% de probabilidade do prognóstico se cumprir.

O diretor do Instituto, Agliberto Ribeiro, ressalta a importância da saída gradual do isolamento, para que não haja novo pico de transmissão da doença. Ele lembra casos no Sul do País, que começaram a liberar as atividades e tiveram crescimentos exponenciais dos casos de Covid-19. Ribeiro cita o caso de Blumenau, município de Santa Catarina, que autorizou a reabertura dos shoppings.

O diretor ainda revela que o Instituto havia estimado anteriormente que o Ceará teria 4,5 mil casos próximo ao pico de infecção, número que foi superado e já chega a 7,5 mil. Segundo ele, a substantificação de casos e o descumprimento do isolamento social fizeram a estatística se elevar tanto.

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp