Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
O vice-presidente e corregedor do Tribunal Regional Eleitoral do Ceará, desembargador Haroldo Correia de Oliveira Máximo, discutiu novas ações que possam diminuir os efeitos do rezoneamento para os eleitores.
Apenas em Fortaleza, são 490.791 títulos com número da zona e seção antigos. No dia da eleição, essa incorreção pode atrasar a localização da seção e causar transtornos. No interior, 262.553 eleitores estão na mesma situação.
Participaram da reunião a juíza eleitoral da 112ª Zona (Fortaleza), Jacinta Inamar Franco Mota Queiroz; a secretária da Corregedoria, Águeda Gurgel; as coordenadoras de eleições, Edna Sabóia, e de Administração do Cadastro Eleitoral, Lorena Belo; o chefe de cartório da 112ª, Eduardo Figuêiredo; a servidora da CRE, Danielle Ribeiro Furtado Barbosa Mendes, e a assessora de imprensa e comunicação social, Aline Oliveira Martins.
Dentre as medidas, o corregedor sugeriu divulgação mais intensa na comunidade do Dendê e na Unifor, bem como contato com a direção do Colégio Ari de Sá (maior local de votação em Fortaleza), para solicitar auxílio na divulgação entre os alunos e familiares.
Ficou definida a impressão e distribuição de panfletos, para reforçar a comunicação, que já vem sendo feita tanto pelos veículos da imprensa, como nos canais de divulgação do TRE (Facebook e Instagram).
No dia da votação, as informações sobre as mudanças das seções ficarão disponíveis aos eleitores pelo Disque Eleitor, portal do TRE e, nos locais de votação, com a impressão do identificador atual da seção acompanhado do número antigo. A ideia é que os auxiliares de eleição possam ajudar os eleitores que estiverem com o título desatualizado.
Para quem não levar o documento, a juíza eleitoral, Jacinta Inamar, propôs a instalação de computadores para a pesquisa dos números das seções, assim a informação chegaria ao eleitor com mais rapidez e facilidade.
e-título
A coordenadora de Eleições, Edna Sabóia, ressaltou que após a intensificação da divulgação tem crescido o número de e-Títulos emitidos. No Ceará, 227.740 eleitores já baixaram o aplicativo que substitui o título na hora de votar. Desse total, 201 mil possuem cadastro biométrico, isto é, além de substituir o título, para os eleitores com biometria o e-Título substitui também o documento de identificação com foto.
Os eleitores que estão em dia com a Justiça Eleitoral e desejam atendimento apenas para impressão da segunda via do título podem baixar o aplicativo e votar tranquilos.
O app está disponível para iPhone(iOS), smartphones (Android) e tablets.
2ª Via do título
Quem preferir ter o documento físico deve se dirigir, em Fortaleza, à Central de Atendimento ao Eleitor (Avenida Almirante Barroso, 601 – Praia de Iracema) e, no interior do Estado, ao cartório eleitoral da sua zona, portando documento de identidade, e solicitar uma segunda via do título.
Disque Eleitor e Portal
O TRE disponibiliza o serviço de atendimento Disque Eleitor pelo telefone 148 (válido para fixos e celulares com créditos válidos) para dúvidas,  esclarecimentos ou consulta sobre seção e local de votação.
Através do portal do TRE na internet (www.tre-ce.jus.br), o eleitor também poderá consultar seu local de votação e seção, bastando informar nome completo, data de nascimento e nome da mãe.
COM TRE