Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp

Em meio a um novo surto de casos de coronavírus — em poucos dias, no final de junho, foram registradas mais de 1.500 infecções — a Alemanha trouxe mais uma prova de que o uso de máscaras pode ser decisivo para o combate à Covid-19. Um novo estudo publicado no portal VoxEU, especializado em políticas públicas, destaca que uma cidade do país reduziu em até 40% a sua taxa de crescimento de casos de Covid-19 ao tornar obrigatório o uso de uma proteção facial.

A pesquisa analisou a evolução das ocorrências de coronavírus em Jena, uma cidade de 100 mil habitantes a 220 quilômetros de Berlim. Nela, a campanha do uso obrigatório de máscaras em transporte público, locais de trabalho e estabelecimentos comerciais foi lançada no dia 30 de março, e a medida entrou em vigor uma semana depois, no dia 6 de abril. A iniciativa só foi introduzida no restante da Alemanha três semanas depois, no dia 27.

Para se certificarem de que o uso obrigatório de máscaras foi o responsável pela queda de casos de coronavírus, os cientistas projetaram uma “cidade alternativa”, que teria as mesmas características de Jena, como densidade populacional regional, idade média da população, proporção de idosos e média do número de médicos e farmácias por habitantes. Nela, porém, não haveria uma política de adoção de proteção facial contra a Covid-19.

(*)com informação do O Globo

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp