Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp

Um levantamento divulgado pelo Ministério da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos, mostrou que no Brasil, aproximadamente, 70% das ocorrências de abuso e exploração sexual de crianças e adolescentes são praticados por parentes e acontecem na casa dos vítimas ou do criminoso

De acordo com o supervisor do Núcleo de Defesa dos Direitos da Infância e da Juventude (Nadij) da Defensoria Pública do Ceará, Adriano Leitinho, muitos dos crimes sexuais acontecem dentro do próprio lar ou foram praticados por pessoas do convívio diário das crianças e adolescentes. O defensor explica que a proximidade faz com que o agressor tenha controle sobre a vítima, diminuindo as chances de denúncias.

Conforme levantamento da Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS), de janeiro de 2017 até maio deste ano, 4.399 pessoas foram vítimas de crime sexual no Ceará. Deste total, 3.424 foram crianças e adolescentes.

Em todo Brasil, dados do Disque 100 mostraram que em 2018, foram registradas 17.093 denúncias de violência sexual contra menores de idade.

 

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp