Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp

Os estragos na vida dos brasileiros, para quem perde o emprego, continuam. Os números divulgados, nessa segunda-feira, pela ANS (Agência Nacional de Saúde Suplementar), revelam que, em 2016, em meio à crise econômica, cerca de 1,4 milhão de pessoas deixaram de ter plano de saúde, o que representa uma queda de 2,8%.

A pesquisa da ANS revela, ainda, que, na  contramão da realidade enfrentada pelos Planos de Saúde, o número de clientes de planos odontológicos aumentou 3,8%, com 815,3 mil pessoas a mais.

A Agência Nacional de Saúde Suplementar revelou, também, que, em  dezembro de 2016, o Brasil registrou 47,9 milhões de pessoas com planos de saúde, e 22 milhões com planos odontológicos. Os números ficaram estáveis, na comparação com o mês anterior.

Outro dado da pesquisa: na comparação com novembro, 15 Estados, mais o Distrito Federal, tiveram aumento no número de usuários de planos: Acre, Alagoas, Amazonas, Bahia, Ceará, Maranhão, Pará, Paraíba, Pernambuco, Piauí, Rio Grande do Norte, Rio Grande do Sul, Santa Catarina, Sergipe e Tocantins.