Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp

A cúpula da Segurança Pública do Estado do Ceará e de suas vinculadas – Polícias Civil e Militar, Corpo de Bombeiros Militar e Superintendência de Pesquisa e Estratégia de Segurança Pública (Supesp) – se reuniu, na manhã desta sexta-feira (21), com representantes do Exército Brasileiro, da Força Nacional, da Polícia Federal, da Polícia Rodoviária Federal (PRF), da Procuradoria de Justiça Militar em Fortaleza e Guarda Municipal de Fortaleza para tratar sobre as próximas ações que serão adotadas em território cearense. O encontro ocorreu no Comando da 10ª Região Militar, com a presença do secretário da SSPDS, André Costa; e do general de Divisão, Fernando José Soares da Cunha Mattos.

As tratativas iniciaram um dia após o anúncio feito pelo governador Camilo Santana, informando sobre a autorização do Governo Federal para o emprego das Forças Armadas para a Garantia da Lei da Ordem (GLO) no Estado.

O comando estratégico vem de Brasília, assim como os recursos que serão enviados e quais atividades o Exército fará. Todos os dias reuniões serão realizadas para dialogar sobre as ações em todo o Estado, explicou o secretário André Costa.

Também nessa quinta-feira (20), após uma solicitação feita pelo Governo do Ceará, 120 profissionais da Força Nacional desembarcaram em Fortaleza, com 17 viaturas. Além disso, o reforço na segurança conta também com o emprego de 212 policiais rodoviários federais.

Da nossa parte especificamente, disponibilizamos para o Comando do Exército o trabalho da Coordenadoria de Inteligência (Coin), da nossa Coordenadoria Integrada de Operações de Segurança (Ciops), para que eles tenham acesso às nossas imagens de videomonitoramento, e também abrimos espaço para que eles possam participar do nosso Gabinete de Gestão e Eventos Complexos. Colocamos à disposição também as aeronaves da Coordenadoria Integrada de Operações Aéreas (Ciopaer), explicou.

As tecnologias desenvolvidas pela SSPDS também serão disponibilizadas às Forças Armadas e aos agentes federais.

Estamos operacionalizando para que todos tenham acesso ao reconhecimento facial, por meio do aplicativo Portal do Comando Avançado (PCA), e a utilização da inteligência artificial do Sistema Policial Indicativo de Abordagem (Spia), disse.

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp