Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp

Os dirigentes nacionais do DEM abriram as portas e estenderam o tapete vermelho para o Capitão Wagner e para o vice-prefeito de Maracanaú, Roberto Pessoa. Wagner e Pessoa estão deixando o PR, tem convites de outros partidos, mas a abertura de espaços no DEM os atraiu mais. Durante café da manhã nesta sexta-feira, Capitão Wagner, em conversa com a reportagem deste site, confirmou convite de algumas siglas, como PROS e PSDB, não fez referência ao DEM, mas afirmou que a passagem pelo PR chegou ao fim.

O PR ficará com a deputada federal Gorete Pereira após o ex-governador Lúcio Alcântara abdicar da direção estadual. Lúcio alegou, em conversa com os dirigentes nacionais, falta de tempo para continuar no comando regional do partido, quer se dedicar à literatura e às atividades no Instituto do Câncer. Como vice-presidente, Gorete herda  o comando do PR no Ceará . Gorete já tinha , nesta sexta-feira, uma agenda com  Governador Camilo Santana para discutir projetos e obras para Maracanaú e estreitar, assim, a relação com o Governo do Estado e a Prefeitura de Fortaleza.

A informação sobre a possível transferência do Capitão Wagner e do grupo liderado pelo vice-prefeito Roberto Pessoa para o DEM vazou na manhã desta sexta-feira.  Roberto e Wagner não se pronunciaram. Integrantes da cúpula regional do DEM desconhecem qualquer mudança de rumo orientada pela direção nacional. Hoje, o DEM tem o vice-prefeito de Fortaleza e o deputado federal Danilo Forte, que, no mês de novembro do ano passado, deixou o PSB. O representante da sigla na Assembleia Legislativa é o deputado estadual João Jaime.

O DEM integra atualmente a base de apoio do Governo do Estado e a administração do prefeito Roberto Cláudio (PDT). Se confirmada a ida de Wagner para o DEM, a sigla voltará a ser aliada do PSDB e construirá um palanque de oposição à gestão Camilo Santana e aos irmãos Cid e Ciro Gomes. A principal liderança nacional do DEM é o presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia, e, no Nordeste, o prefeito de Salvador, ACM Neto.

Uma das informações colhidas pelo site cearaagora aponta que partiu de ACM o convite para Wager e Roberto Pessoa se filiarem ao DEM. Wagner seria candidato a governador, enquanto Roberto disputaria um mandato de deputado federal e  a filha Fernanda concorreria à reeleição de deputada estadual. Embora tenha se entusiasmado com o convite do senador Tasso Jereissati (PSDB) para concorrer à sucessão de Camilo, Wagner ainda não estaria convencido sobre esse projeto uma vez que gostaria mesmo de chegar à Câmara Federal com mais de 300 mil votos e sonhar com a Prefeitura de Fortaleza em 2020.