Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp

Muita gente imprensa esta sexta-feira, após o feriado de 21 de abril, dedicado ao mártir da Inconfidência Mineira, Tiradentes, mas a data não é considerada um feriado. O dia 22 de abril é marcado em nosso país como o “dia do descobrimento do Brasil”, ou seja, o dia que os portugueses chegaram aqui, no ano de 1500, o que se deu pela expedição de Pedro Álvares Cabral. Os estudos revelam que a  expedição tinha uma missão dupla: a investigação das possibilidades de Portugal na América e a compra de especiarias na Índia. A chegada dos portugueses ao novo  território abriu o caminho para colonização brasileira.


Um detalhe: apesar desse marco para a nossa história, o dia 22 de abril   não é um feriado nacional. E, para você entender melhor: o  descobrimento foi feriado no país até 1930, mas deixou de sê-lo quando uma lei, emitida pelo governo de Getúlio Vargas, aboliu alguns feriados do nosso calendário.


Como dito, o dia do descobrimento já foi considerado um feriado nacional, mas sua comemoração não era realizada em 22 de abril, e sim em 3 de maio. Isso foi feito pelo Governo Provisório, que assumiu o país após a Proclamação da República, por meio do Decreto nº 155-B, de 14 de janeiro de 1890.


Os historiadores argumentam que o motivo provável para o feriado em 3 de maio e não em 22 de abril, como se sabia na época ser a real data do descobrimento, era não haver feriados em dois dias seguidos (21 e 22 de abril). Com isso, os governantes da época optaram por escolher a data falsa para comemoração da chegada dos portugueses. O Decreto nº 19.488, de 15 de dezembro de 1930, aboliu esse feriado, garantindo a consolidação do 22 de abril.”

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp