Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp

Entre os quase 56 milhões de alunos matriculados na educação básica e superior no Brasil, 35%, cerca de 19,5 milhões, tiveram as aulas suspensas devido à pandemia de covid-19, enquanto que 58% passaram a ter aulas remotas. Na rede pública, 26% dos alunos que estão tendo aulas online não possuem acesso à internet. Esses são alguns dos dados de pesquisa do Instituto DataSenado sobre a educação na pandemia, divulgada nesta quarta-feira (12), que mostra o cenário nacional que é realidade nos municípios cearenses.

Os dados revelam que, na opinião de 63% dos pais de alunos que tiveram aulas remotas, a qualidade do ensino diminuiu. O levantamento mostra ainda que 75% dos pais cujos filhos tiveram aulas remotas nos últimos 30 dias preferem que as aulas voltem a ser presenciais somente quando a pandemia acabar. 

A pesquisa do Instituto DataSenado mostra que a diferença entre a educação na rede pública e na rede privada também se revela no acesso dos alunos à internet. Dos lares cujos estudantes estão tendo aulas remotas na rede pública, 26% não possuem internet. Já na rede privada, o percentual cai para 4%. Ainda segundo os resultados, o celular e o computador são os equipamentos mais utilizados para acessar os materiais de estudo.  

Fonte: Agência Senado

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp