Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp

A taxa de sobrevivência das unidades locais (UL) ativas no Ceará foi de 83,6% em 2018, o que representa 103,6 mil ULs. Essa taxa aumentou, comparativamente ao ano de 2008 (75,6%). Já a taxa de entrada, em 2018, ficou em 16,4% e a de saída, 20,3%. Com isso, o saldo de ULs foi negativo (menos 4,9 mil).

Os dados são da pesquisa Demografia das Empresas e Empreendedorismo 2018, divulgada hoje (22) pelo IBGE. A pesquisa analisa a dinâmica empresarial através de indicadores de entrada, saída, reentrada e sobrevivência das empresas no mercado, pessoal ocupado assalariado, estatísticas das empresas de alto crescimento e gazelas, além de indicadores relativos às unidades locais das empresas e atividades.