Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp

Diante da situação de pandemia causada pelo novo coronavírus, as autoridades estaduais têm tomado medidas para auxiliar a população durante o período de enfrentamento da doença. Entre as medidas de proteção à população, surge na Assembleia a proposta, do deputado estadual Acrísio Sena (PT), de suspensão por 90 dias do pagamento de empréstimos consignados feitos por servidores públicos.

Ao falar sobre os impactos da proposta na vida dos servidores, em uma entrevista ao Jornal Alerta Geral desta sexta-feira (27), o deputado explicou que a ideia é que os servidores públicos que recebem até 2 salários mínimos tenham suspensos os consignados por 90 dias, tendo como foco principal os profissionais da saúde.

“Isso ajudaria aqueles que já vem enfrentando empréstimos a ter uma elasticidade maior até mesmo para poder ter uma retaguarda para comprar os seus produtos de higiene pessoal, alimentação e até mesmo remédios”, afirma Acrísio

O deputado explica que para a proposta ser viabilizada é necessária uma negociação direta entre o intermediador, estados e municípios, juntamente com os bancos. Ele ainda fala sobre a proposta de adiamento das eleições, e acredita que o debate é inadequado para o atual momento.

“Acho inadequado esse debate no atual momento de pandemia e com certeza nós precisamos vencer, organizar e restabelecer a normalidade da nossa sociedade brasileira para depois nós pensarmos (nisso). Calendário se pode modificar e ajustar de acordo com as necessidades históricas. Eu acho que o fundamental agora é a gente enfrentar a pandemia, salvar vidas, que é o fundamental nesse atual momento”, enfatiza o deputado.

Confira na íntegra a entrevista com o deputado Acrísio Sena:


Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp