Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp

O ministro Blairo Maggi foi denunciado na sexta-feira pelo ex-presidente da Assembleia Legislativa de Mato Grosso José Geraldo Riva em depoimento à Justiça de Cuiabá. Segundo Riva, o atual ministro da Agricultura, quando governador do Estado, entre 2003 e 2010, superfaturou o orçamento do Legislativo para pagar um “mensalinho” para deputados estaduais e com isso manter o apoio político do Legislativo ao Poder Executivo.

Riva, que negocia um acordo de delação premiada com a Procuradoria-Geral da República, disse que os repasses mensais existiam antes mesmo de Blairo assumir o Executivo mato-grossense. Ele comento que em  2003, os valores eram pagos diretamente pelo Poder Executivo a deputados que formavam a base do governo.

Com Blairo, segundo o denunciante, a mudança ocorreu logo no início da gestão. O depoimento de Riva ocorrei durante a Operação Imperador, deflagrada pelo Ministério Público do Mato Grosso, que investigou desvios praticados por Riva na presidência da Assembleia Legislativa estadual.

O ministro Blairo Maggi disse que o próprio ex-deputado José Geraldo Riva “reconheceu” que ele se recusou “terminantemente, enquanto governador de Mato Grosso, a participar de qualquer esquema de distribuição de propina a deputados”. “Tenho a consciência tranquila, nada fiz de errado e tenho certeza de que isso será devidamente comprovado”, disse o ministro, ao comentar o depoimento de Riva prestado ontem à Justiça em Cuiabá.

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp