Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp

Os deputados petistas Rogério Correia (MG), Paulo Pimenta (RS), Natália Bonavides (RN) e Célio Moura (TO) pediram a instalação de uma Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) para investigar crimes que teriam sido cometidos pelo ex-ministro Sério Moro enquanto esteve à frente do Ministério da Justiça e Segurança Pública. Segundo os autores, a CPI deverá buscar informações sobre o envolvimento de Moro em crimes como prevaricação, obstrução a investigações e advocacia administrativa.

“Não se viu qualquer empenho do Ministério [da Justiça] ou da Polícia Federal, sob seu comando, no sentido de verificar o conteúdo das informações trazidas pelo site The Intercept, que continham indicações graves de crimes e ilegalidades cometidos pelos integrantes da operação Lava Jato”, diz a justificativa apresentada pelos deputados.

A CPI teria também como objetivo investigar um suposto acordo firmado entre Moro e Bolsonaro para que o então juiz aceitasse assumir o cargo de ministro. Os deputados argumentam que Moro teria exigido uma pensão para a família, caso ele viesse a falecer, e pretendia ser indicado futuramente para uma cadeira no Supremo Tribunal Federal.

Fonte: Agência Câmara de Notícias

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp