Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp

O senador Tasso Jereissati que viu o PSDB do Ceará ruir no último domingo, 7, sem, sequer, eleger dois militantes históricos – Raimundo Gomes de Matos (Câmara Federal) e Carlos Matos (Assembleia Legislativa), divulgou, nessa terça-feira, 9, carta aos cearenses para fazer um balanço sobre o processo eleitoral e enaltecer nomes novos que aceitaram o desafio de entrar em uma disputa desigual na corrida ao Governo do Estado e ao Senado Federal.

Tasso fez referência ao general Guilherme Theophilo, candidato do partido a governador, a médica Mayra Pinheiro, que concorreu ao Senado, e a vereadora Emília Pessoa, candidata a vice-governadora na chapa de Theophilo. Sobre o general, Tasso o definiu como “um militar cujo amor ao Brasil somente é superável em grandeza à sua firmeza de princípios em um mundo em que a lealdade é artigo cada vez mais raro”. Disse que antes, conhecera o currículo do general, mas, após a campanha, reconhece o homem.

O senador Tasso Jereissati, que tem mais quatro anos de mandato, citou, como exemplo de coragem e obstinação a candidata do PSDB ao Senado, Mayra Pinheiro. Tasso a definiu como “uma médica que conquistou a confiança de quase 900 mil cearenses, que busca na política salvar as vidas que lhe são tão caras como ser humano e como profissional”. O líder tucano afirmou, ainda, que a vereadora de Caucaia, Emília Pessoa, foi outra mulher que, na campanha, “nos inspirava amor e dedicação para melhorar as vidas das pessoas”.

Novo tempo

Após as referências aos aliados e estimulá-los a permanecer na vida pública, Tasso afirmou que “o Ceará não será o mesmo depois destas eleições. Embora parte das forças tradicionais ainda tenha prevalecido por aqui, o futuro foi plantado’’. Tasso disse, ainda, que “as urnas de domingo ecoaram o desejo de mudança das multidões que tomaram as ruas ainda em 2013. E revelaram um Brasil dividido em extremos”. E, nesses momentos, segundo o senador tucano, que surgem os grandes líderes. “Homens e mulheres como o General Theophilo, Dra. Mayra e Emília Pessoa que se mostraram à altura dos desafios que o Brasil ainda tem a enfrentar”, conclui a nota.

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp