Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp

No trimestre encerrado em outubro, a taxa de desemprego no país chegou a 12,2%, segundo dados da divulgados nesta quinta-feira (30) pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Considerando apenas o trimestre de agosto a outubro, o índice é o maior da série história, que teve início em 2012.

A taxa recuou em relação ao trimestre anterior, de maio a julho, quando ficou em 12,8%. Já na comparação com o mesmo período do ano passado, que registrou índice de 11,8%, o desemprego cresceu.

A população desocupada somou 12,7 milhões – o maior número para outubro desde 2012. O número indica uma queda de 4,4% em comparação com o trimestre anterior e uma alta de 5,8% sobre um ano antes.

O país encerrou o trimestre de outubro com mais do que o dobro de desempregados observados em dezembro de 2013, quando o Brasil vivia o pleno emprego. Na época, eram 6.052 desocupados, o menor número da série.

Já a população ocupada chegou a 91,5 milhões. Esse é o maior contingente para um trimestre encerrado em outubro desde 2015. O número ficou acima tanto em relação ao trimestre anterior como contra o mesmo trimestre de 2016. As áreas que mais se destacaram foram construção e agricultura.

Com informações do Jornal Folha da São Paulo