Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp

 

Hoje, 22 de março, é o Dia Mundial da Água e o grande desafio ainda é como conscientizar a população contra o desperdício. O Ceará tem sua história diretamente ligada à falta d’água, mas nem por isso os cearenses demonstram preocupação com a preservação dos mananciais. O desmatamento às margens de rios, lagoas e açudes favorecem a evaporação e erosão dos terrenos prejudicando, diretamente, os mananciais.

Ações de educação ambiental com vistas a chamar a atenção dos usuários para a urgência da preservação da água têm sido realizadas em todo o Estado, capitaneada pelo Governo do Estado, por meio da Companhia de Água e Esgoto do Ceará (Cagece). Por todo o mês de março o site do Governo do Estado apresentou banner de capa chamando a atenção para o desperdício.

Conjunto histórico do Açude do Cedro

Provocados por estudantes da Faculdade de Educação Ciências e Letras do Sertão Central, (Feclesc), unidade da UECE, a comunidade acadêmica e autoridades convidadas se debruçam sobre a necessidade de preservação do conjunto histórico do Açude do Cedro, em Quixadá, ameaçado pelo abandono. Tombado como Patrimônio Nacional Brasileiro pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan), o açude do Cedro foi a primeira obra construída no Ceará com o objetivo de minimizar os efeitos da seca. Sua construção foi autorizada por D. Pedro II por volta de 1877. Foi construído no leito do rio Sitiá, em Quixadá, em meio a um conjunto de monólitos que se destaca na região pela beleza arquitetônica natural.

Abandono preocupa

O local encontra-se ameaçado pela erosão causada pelo tempo, as intempéries naturais e a ação predatória do homem. É dentro deste contexto que o Núcleo de Arqueologia e Semiótica do Ceará (NARSE), da Universidade Estadual do Ceará (Uece) de Quixadá trabalha visando criar um planejamento para preservação do local. O encontro acontece hoje, quarta-feira, às 19 horas, no auditório Rachel de Queiroz, com a presença de professores e estudantes, além de convidados como o superintendente do Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (IPHAN), Geovana Cartaxo, o deputado estadual, Renato Roseno, o prefeito de Quixadá, Ilário Marques e as professoras da Uece, Laudícia Holanda e Marcélia Marques. O tema é “Açude do Cedro,  Patrimônio Nacional Brasileiro, Zelo e Afeto: saberes na Universidade e ações nas políticas públicas”. No encontro professores e gestores públicos irão discutir sobre a interação entre o conhecimento produzido na Universidade e as ações de políticas públicas, tendo como objetivo a preservação do Açude do Cedro e dos monólitos.

Implantação do Raio em Caucaia

A população aguarda com ansiedade a implantação de um grupamento do Raio exclusivo em Caucaia, prometido pela Secretaria de Segurança e Defesa Social. A informação do Comando do 12º Batalhão da Polícia Militar, com sede no município, é que os policiais já estão sendo treinados e, em breve, deverá ser instalado.

Assaltos a ônibus e escolas

Enquanto isso, a onda de violência em Caucaia não para de crescer. No último final de semana mais duas outras linhas de ônibus foram assaltadas deixando os usuários apavorados. Os assaltos aos ônibus da Empresa Vitória se tornaram rotina e muitos caucaienses temem pegar os coletivos. Já na segunda-feira o alvo foi a Escola Antonio Braga, no Planalto Caucaia. Os assaltantes entraram na escola e levaram pertences dos professores e alunos. Dias antes, professores e estudantes da Escola José Olavo tiveram a mesma experiência.

Juazeiro do Norte inicia ano letivo de 2017

A Secretaria de Educação de Juazeiro do Norte anuncia para o dia 3 de abril o início do ano letivo de 2017. Desde a segunda-feira, 20, a Secretaria de Educação vem realizando ações com o objetivo de organizar atividades para cumprir o calendário. O ano letivo 2016 foi prejudicado devido à greve de professores no ano passado. A secretária de Educação Maria Loureto afirma que desde o início de 2017 vem concentrando esforços para concluir o ano letivo. Paralelamente, ela fez visita às escolas para avaliar o desempenho das equipes pedagógicas, diagnosticando também a infraestrutura dos prédios e dando reforço ao processo de licitação para merenda escolar.

Hemoce lança campanha de doação

O Centro de Hematologia e Hemoterapia do Ceará (Hemoce) deu início hoje, quarta-feira, a uma mega campanha visando a doação de sangue para atender o período da Semana Santa. Quem foi ao Hemoce hoje pela manhã encontrou uma festa com muita música e apresentação de peças teatrais da Paixão de Cristo. O certo é que todos os núcleos do Hemoce espalhados pelo Estado estão de portas abertas para receber doações. O sangue doado no Hemoce é distribuído para pacientes em 427 unidades de saúde em todo o Estado. O processo da doação é composto por seis etapas e dura em média de 40 a 50 minutos, tempo suficiente para salvar até 4 vidas já que depois de doado o sangue é dividido em diferentes componentes.

Seja doador

Para ser um doador de sangue, é necessário estar saudável, bem alimentado, ter entre 16 e 69 anos e possuir mais de 50 kg. Todos os tipos sanguíneos são necessários, mas em especial os tipos O Positivo e Negativo e o A Positivo, pois são os mais comuns na população cearense.