Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp

Mais de 5 milhões de microempreendedores individuais (MEI) tiveram acesso ao auxílio emergencial em virtude da pandemia do coronavírus, o que representa 50% dos donos de negócios formalizados na categoria. Essa informação foi resultado de uma ánalise feita pelo Sebrae, com base em dados do governo federal. Do total de MEIs existentes, apenas 12% não se enquadravam nos critérios para receber o benefício.

Além disso, nos últimos cinco meses houve um crescimento expressivo do número de empreendedores que buscaram formalizar os negócios. Entre 31 de março e 15 de agosto, foram feitos 784,3 mil registros no Simples Nacional, sendo a grande maioria deles foi de Microempreendedores Individuais (MEI), com 684 mil registros — quase 43 mil a mais que no mesmo período de 2019.