Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp

Doações da JBS para campanha do atual governador, Camilo Santana em sua campanhia de 2014 começaram quatro dias após o governo do Estado fazer a primeira transferência do Fundo de Desenvolvimento Industrial para a Cascavel Couros LTDA, empresa do grupo instalada no Ceará.

De acordo com dados do Portal da Transparência, o primeiro repasse da gestão de Cid Gomes para o grupo ocorreu em 14 de agosto de 2014. Quatro dias depois, em 18 de agosto, a empresa JBS realizou sua primeira doação oficial para a campanha de Camilo Santana, em uma quantia de R$ 3 milhões.

Várias outras doações da JBS foram feitas ainda dois dias após alguma transferência do Estado. O empresário Wesley Batista, um dos donos da JBS, acusou o ex governador, Cid Gomes de ter “trocado” créditos de R$ 110 milhões da empresa com R$ 20 milhões em propinas para campanha de Camilo e aliados de Cid.

Em uma coletiva nesta segunda-feira (22), na Assembleia Legislativa, o ex-governador Cid Gomes afirmou “veementemente indignado” com acusações e rejeitou que qualquer doação recebida da JBS tenha vínculo com ações do governo. “Não é possível fazer vinculação de qualquer tipo para esses pagamentos. Isso não é da minha índole, jamais foi feito. Nós temos critérios e regras para campanhas”.