Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp

A cada bolsa de sangue doada, até quatro vidas podem ser salvas no país, segundo estatísticas do Ministério da Saúde. No Dia Nacional do Doador de Sangue, comemorado nessa segunda-feira (25), a rede pública de saúde de todo o país reforça a importância da doação regular. A data foi criada por meio de um decreto presidencial, em 1964, para marcar a fundação do primeiro centro de doadores voluntários de sangue no país.

A campanha busca incentivar gestos de solidariedade que abastecem mais de 450 serviços de saúde no Ceará, entre hospitais, Unidades de Pronto Atendimento (UPAs), policlínicas e clínicas de hemodiálise, nos 184 municípios do Estado. O Centro de Hematologia e Hemoterapia do Ceará (Hemoce) recebeu, em média, 100 mil doações por ano, em 2017 e 2018.

A Semana do Doador de Sangue começou nessa segunda-feira (25), com o lançamento da campanha “Em Cada Laço de Sangue, Nasce Uma Nova Família”, e segue até sábado (30). Os interessados devem procurar a sede do Hemoce em Fortaleza ou os hemocentros regionais nas cidades de Quixadá, Iguatu, Sobral, Juazeiro do Norte e Crato.

Para ser um doador de sangue é preciso: estar saudável, bem alimentado, ter mais de 50kg, idade entre 16 e 69 anos e apresentar um documento oficial e original com foto.

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp