Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp

Após uma jornada com viagens às regiões do Médio e Baixo Jaguaribe, passando pelo Centro Sul, pela Grande Fortaleza e encerrando a agenda no Cariri, o presidente da Executiva Regional do PSD, Domingos Filho, tem motivos para comemorar.

Domingos fez um verdadeiro arrastão para filiar ex-prefeitos, prefeitos e lideranças com peso político e eleitoral nos municípios que poderão disputar as eleições de 2020.

O movimento do líder do PSD causou estragos em algumas bases partidárias, como, por exemplo, no o MDB, que perdeu prefeitos e lideranças com bom potencial de votos. O MDB, sob o comando do ex-senador Eunício Oliveira, perdeu o prefeito de Pacatuba, Carlomano Marques.

De olho na reeleição, Carlomano espera, agora, o dinheiro do Governo Federal que virá pelas articulações do relator-geral do Orçamento da União, Domingos Neto.

A expectativa é que, nessa articulação, a cidade de Pacatuba receba, pelo menos, R$ 35 milhões de reais no Orçamento da União de 2020. Mesma expectativa tem, também, os prefeitos de Iguatu e Novo Oriente que desembarcaram no PSD.

Com o bom número de novos filiados, Domingos quer fortalecer o PSD com a eleição de mais de 30 prefeitos e, em 2022, na sucessão do governador Camilo Santana, sentar à mesa – com força política e eleitoral, para arrancar, pelo menos, a vaga de vice-governador na chapa a ser apoiada pelos irmãos Cid e Ciro Gomes.

Confira as informações com o correspondente do Jornal Alerta Geral, Carlos Silva:

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp