Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp

A cidade de São Paulo tem novo prefeito a partir desta sexta-feira (6) com a saída de João Doria para disputar o Governo do Estado.  Ele entregou o cargo ao vice-prefeito Bruno Covas (PSDB) em cerimônia na sede da administração municipal, no Centro.

Covas terá pela frente projetos difíceis e polêmicos iniciados na antiga gestão tucana, como o fechamento de mais de 100 AMAs, o pacote de mais de 50 lotes de privatizações, a reforma da Previdência municipal, concessões de limpeza urbana, transportes e iluminação pública.

Manifestantes protestaram em frente à Prefeitura contra Doria, usando um boneco do personagem Pinocchio. Eles também levaram cartaz com a frase “Mentiu pra todos. Tenha Dó…Ria”.

Doria iniciou o mandato com o discurso de zelar pela cidade, mas acabou sofrendo criticas ao reduzir as ações e acabou enfrentando desgaste com o excesso de viagens ao tentar alavancar uma pré-campanha presidencial,acabou com a popularidade em queda. Já em 2018, viu sua gestão envolvida num escândalo de propina dentro do Ilume, que resultou na demissão da diretora do órgão, Denise Abreu.

Deixaram também seus cargos na prefeitura, o chefe de gabinete de Doria, Wilson Pedroso, e o secretário das Prefeituras Regionais, Cláudio Carvalho. Os dois devem participar da campanha eleitoral de Doria ao Palácio dos Bandeirantes. Covas também ocupava o cargo de secretário da Casa Civil, que fica vago.

Com Agências de Notícias

 

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp