Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp

O governador do Ceará, Camilo Santana (PT), participou nesta sexta-feira (24), em Recife, de reunião com o presidente Jair Bolsonaro para discutir ações prioritárias para o desenvolvimento dos Estados do Nordeste. Além do governador do Ceará, participam do encontro os demais governadores da região, o presidente do Banco do Nordeste (BNB), Romildo Rolim, e colegiado da Superintendência do Desenvolvimento do Nordeste (Sudene).

Camilo Santana cobrou do governo investimentos em obras de infraestrutura que permitam o desenvolvimento regional, além de expressar preocupação com o fim do Fundeb (Fundo de Educação Básica), o que considera ferramenta fundamental para a redução das desigualdades sociais, principalmente no Nordeste. Como sugestão para driblar as limitações de orçamento da União, o governador cearense sugeriu a abertura para investimentos estrangeiros aliada à redução da burocracia nos processos de concessões.

Há um interesse muito grande de investidores internacionais no Brasil, principalmente no Nordeste. Eles enxergam o Nordeste como um grande potencial de crescimento. Eles têm interesse de investir aqui, mas falta um instrumento que possa acelerrar esse processo e eu acho que a Sudene poderia ser esse órgão, afirmou Camilo.

Após a reunião, o presidente do Banco do Nordeste, Romildo Rolim, garantiu a destinação de R$ 2 bilhões ao FNE para obras de desenvolvimento, condicionados à apresentação de projetos por parte dos empresários.

Durante o encontro ocorre ainda reunião do conselho deliberativo da Sudene, com participação do presidente Jair Bolsonaro, onde será apresentado o Plano Regional de Desenvolvimento do Nordeste (PRDN), que prevê mais de 800 ações, entre pontes, estradas, ampliações de portos, ferrovias, habitação, tecnologia e educação.

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp