Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp

As expectativas para a inflação e para a atividade econômica sofreram ligeiros ajustes na pesquisa Focus do Banco Central divulgada nesta segunda-feira, 8, com a estimativa para os juros básicos neste ano permanecendo em 6,75%.

A estimativa para a alta do IPCA (Índice de Preços ao Consumidor) em 2017 agora é de 2,79%, contra os 2,78% da pesquisa anterior, permanecendo abaixo da meta de inflação, que é de 4,5% pelo IPCA, com margem de 1,5 ponto percentual para mais ou menos. O Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) divulga na quarta-feira, 10, o resultado do IPCA do ano passado.

Para 2018, o ajuste também foi de 0,01 ponto percentual, mas, para baixo, a 3,95%. A meta de inflação para este ano é a mesma do ano passado. Com o enfraquecimento da inflação e as sinalizações do Banco Central de que deve continuar reduzindo a taxa básica de juros no início deste ano, a expectativa é de que a Selic termine 2018 a 6,75%, após fechar o ano passado na mínima histórica, de 7%.

Já o grupo de economistas que mais acertam as previsões, o Top-5, continua vendo os juros básicos a 6,5% ao final de 2017. O Focus mostrou ainda que a conta para o Produto Interno Bruto é de expansão de 1,01% em 2017, 0,01 ponto a mais do que o esperado no levantamento anterior. Para este ano, houve queda de 0,01 ponto na projeção de crescimento, a 2,69%.

Com informação da Reuters