Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp

O Senado viveu uma tarde incomum nesta sexta-feira durante a eleição do novo presidente da Casa, O senador Davi Alcolumbre (DEM-AP), único representante de mesa anterior do Senado Federal dirigiu a sessão de posse dos senadores e permaneceu na presidência na hora da votação, mesmo sendo candidato à presidente da mesa. Os apoiadores de Renan Calheiros não gostaram da atitude, pois entendem que o senador mais velho José Maranhão (MDB-PB) é quem deveria dirigir os trabalhos.

Alcolumbre aprovou uma questão de ordem aprovada por 50 senadores indicando voto aberto para presidente do Senado, o que prejudicará Renan. Isso bastou para a Senador Kátia Abreu (MDB-GO) protagonizar um espetáculo em plenário e tomar das mãos de Alcolumbre a pasta com as questões de ordem feitas pelos senadores e documentos para a condução da sessão e gritar com o senador amapaense que saísse da direção dos trabalhos, pois ele estaria indo contra o regimento. Alcolumbre não aceitou e se manteve na posição. Em plenário, o senador Renan Calheiros visivelmente contrariado chegou a quase ir as vias de fato com o senador Tasso Jereissati, mas foi contido por outros senadores.

Após proclamado o resultado da votação, Calheiros e Katia Abreu sentaram-se nas cadeiras ao lado de Alcolumbre, na Mesa do Senado. A sessão chegou a ser interrompida, mas foi retomada sob impasse.

Mais informações dentro de instantes…

COM INFORMAÇÕES DA AGÊNCIA BRASIL