Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp

As aulas na escola municipal Dois de Dezembro serão retomadas na próxima segunda-feira (5), segundo a Secretaria Municipal da Educação (SME). Na sexta-feira (2) haverá um evento para reunir alunos, pais e funcionários da unidade escolar.

A escola localizada no Bairro Barra do Ceará teve as aulas interrompidas três dias após o prédio sofrer vandalismo no fim da manhã de segunda-feira (29).

A escola municipal foi depredada e pichada com supostas inscrições de uma facção criminosa. Cadeiras e material didático foram revirados. Os professores, com medo, suspenderam as atividades, já que a escola está há um ano sem vigilante. Mil alunos ficaram sem aulas.

A decisão de fechar a escola foi tomada por funcionários e pais, que não se sentem seguros no local. “Estamos inseguros. Queremos uma prova da secretaria municipal de educação que a nossa escola não será mais invadida por criminosos. Decidimos vir até aqui na sede da Secretaria Municipal de Segurança para ouvir o que a secretaria tem a nos passar”, afirmou a professora.

Uma carta foi encontrada nesta quarta-feira (31) em um muro da escola. A carta tem a assinatura de uma fação criminosa negando a autoria das pichações e do vandalismo.

A suspensão das aulas ocorre em meio a uma onda de violência no Ceará. Na madrugada de sábado (27), 14 pessoas foram mortas na maior chacina do estado e, dois dias depois, 10 presos foram mortos dentro da cadeia de Itapajé. Os dois episódios estão relacionados a brigas de gangues no estado.

Medidas de segurança

A SME informou que toma medidas para garantir a segurança dos alunos. Na terça-feira a SME disse que a unidade registrou boletim de ocorrência no 33º distrito policial, e que a Guarda Municipal foi acionada e já reforça a segurança no local.

A equipe de mediação social da SME também esteve na escola conversando com a comunidade. A SME reforça que está em articulação com a Secretaria de Segurança Pública do Estado e que apoia as investigações para apuração dos fatos.

Com informações G1