Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp

Com a crise de coronavírus no Ceará, diversas atividades focaram desde anúncio do decreto estadual de fechamento dos serviços não essenciais. Entre eles, está o atendimento presencial para coleta de dados e emissão de documentos como RG, por exemplo. Até o momento, não existe previsão para a retomada da confecção, seja de 1ª ou 2ª via.

Atualmente, a Perícia Forense do Ceará é responsável por periciar e validar dados, além de confeccionar a carteira de identidade; enquanto a Secretaria da Proteção Social realiza o atendimento presencial para coleta de informações pessoais. Com a impossibilidade de realização do serviço, para evitar aglomerações e frear a disseminação do novo coronavírus, apenas quem necessitar do documento para receber o auxílio emergencial será atendido nesse período.

Já para os que precisam da 1ª ou da 2ª via do CPF, a notícia é positiva: elas podem ser obtidas online no site da Receita Federal. No entanto, a primeira emissão só é possível em casos nos quais o cidadão possua título de eleitor e tenha entre 16 e 25 anos de idade. Se as informações fornecidas puderem ser checadas, o documento é emitido e pode ser impresso em casa.

De acordo com o Governo Federal, os documentos considerados oficiais para identificação do cidadão, além do RG, são: Carteira Nacional de Habilitação; Carteira de Trabalho e Previdência Social emitida após 27 de janeiro de 1997; Certificado de Reservista (para homens); e passaporte.

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp