Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp

Sistema desenvolvido no Ceará para dar mais agilidade ao processo de abertura de empresas alcançará outros dez estados brasileiros. O projeto, batizado de “Empreendedor Digital”, foi desenvolvido pela Junta Comercial do Ceará (Jucec) a partir de um investimento de R$ 7 milhões do Sebrae Nacional e já é utilizado por outros sete estados no País. Em breve, chegará a mais três.

Para custear a distribuição da tecnologia às outras administrações estaduais, o Sebrae Nacional garantiu novo aporte de R$ 22 milhões. O procedimento virtual para a abertura de empresas, que tornou-se obrigatório em maio deste ano no Estado, possibilitou que o tempo médio para o registro de novos negócios despencasse de 145 dias para apenas 36 horas.

Na primeira etapa do projeto, em maio, o programa foi implementado primeiro no Ceará e, gradativamente, aderido também por Rio Grande do Sul, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Acre, Amazonas, Roraima e Distrito Federal. Na segunda etapa, prevista para o próximo ano, serão contemplados os estados do Amapá, Pará e Goiás.

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp