Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp

A Prefeitura de Fortaleza, por meio da Secretaria Municipal de Infraestrutura (Seinf), trabalha na construção do novo Terminal de Messejana. A demolição de toda a estrutura do antigo terminal foi finalizada nesta semana, com a retirada das cobertas, pilares, pisos e plataformas. Ao todo, foram gerados, aproximadamente, 736m³ de entulhos de demolição, entre concreto e ferragens. Parte do material coletado foi destinado a uma usina de reciclagem de resíduos da construção civil e demolição.

Após passar pelo processo de reciclagem, o entulho se transforma em Brita Graduada Simples (BGS Reciclada). O material obtido pela reutilização destes resíduos sólidos será utilizado, principalmente, nas camadas de base e sub-base das plataformas e pavimentação do novo terminal; procedimento que acontece antes da aplicação do concreto.

A iniciativa visa minimizar a extração de matéria-prima na natureza, contribuindo também com o descarte destes resíduos em aterros. “O maior ganho é com o meio ambiente. Pensar que todo o entulho gerado pela obra será revertido em benefícios para a própria população, é animador. Vale salientar ainda que este produto reciclado possui alto padrão de qualidade e durabilidade”, garante a secretária de infraestrutura, Manuela Nogueira.

O material atende as especificações da Lei Nº 12.305/10, que institui a Política Nacional de Resíduos Sólidos (PNRS), que prevê uma série de ações que buscam solucionar o problema do manejo dos resíduos sólidos no Brasil.

Essa não é a primeira vez que o material reciclado é utilizado em obras municipais. Em 2014, esta mesma composição de BGS reciclada, foi implantada nas obras de requalificação viária das avenidas Dep. Paulino Rocha, Alberto Craveiro e Silas Munguba, cujo material de origem foi a demolição do antigo pavimento das três avenidas, que foi reutilizado como base do novo asfalto.

Programa Municipal de Gerenciamento de Resíduos

A Prefeitura de Fortaleza, por meio da Secretaria Municipal de Urbanismo e Meio Ambiente (Seuma), está elaborando o Programa Municipal de Gerenciamento de Resíduos da Construção Civil (PMGRCC). O documento determinará questões relacionadas à reciclagem, reutilização e disposição final destes materiais, além da porcentagem de reutilização dos resíduos produzidos.

Atualmente, para a emissão de Planos de Gerenciamento de Resíduos da Construção Civil, o cidadão pode emitir o documento em 48h pelo Programa Fortaleza Online.

Com informação da A.I