Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp

Os trabalhadores cearenses que possuem contas ativas (dos contratos de trabalhos atuais) do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS) devem ficar atentos. A equipe econômica do governo federal estuda a possibilidade de liberar o saque de até 35% destes recursos e injetar cerca de até R$ 30 bilhões na economia nacional. Segunda o jornal Estadão, o objetivo é impulsionar a economia por meio do consumo.

De acordo com a matéria o Ministro da Economia Paulo Guedes manifestou a ideia de autorizar o saque de 35% para quem possui até R$ 5 mil no fundo; de 30% para quem tem R$ 10 mil no FGTS e de 10% para quem detém acima de R$ 50 mil. O percentual para quem tem entre R$ 10 e 50 mil reais ainda não foi definido.

A medida do governo é semelhante ao que foi feito em 2017, durante o governo Michel Temer, onde 25,9 milhões de trabalhadores fizeram o saque de cerca de R$ 44 bilhões de contas inativas do FGTS. Para Guedes a distribuição de metade do lucro do fundo no ano anterior para os trabalhadores com contas no FGTS realizada por Temer foi positiva

Para os trabalhadores demitidos sem justa causa o governo estuda limitar o saque da totalidade do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS). Hoje, quem é demitido sem justa causa pode retirar todo o recurso que tem no fundo, além de uma multa de 40% sobre esse valor.

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp