Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp

A Escola de Saúde Pública do Ceará (ESP), unidade da Secretaria da Saúde do Estado (Sesa), capacitou cerca de 13 mil profissionais durante o Curso de Qualificação em Desenvolvimento Infantil. Iniciada em 2017, a formação durou três anos e teve como foco a primeira infância. O projeto contemplou Agentes Comunitários de Saúde, gestores, lideranças sociais, entre outros interessados no tema.

O curso foi realizado nos 184 municípios cearenses em parceria com o Gabinete da Primeira-Dama do Estado, o Instituto da Primeira Infância (Iprede) e o Fundo das Nações Unidas para a Infância (Unicef). A coordenadora da formação e colaboradora da Diretoria de Educação Profissional em Saúde da ESP, Adriana Dall’Olio, explica que a capacitação contou com o apoio de uma equipe qualificada para atuar junto aos profissionais dos municípios na área da primeira infância. “Apostamos muito que, mudando o início da história na primeira infância, podemos mudar a história toda”, salienta.

O curso teve carga horária de 100 horas-aula e aconteceu de forma presencial e online devido à pandemia de Covid-19. Maria Monte, Agente Comunitária de Saúde, trabalha em Orós, a 344 km de Fortaleza, e está entre os profissionais capacitados pelo projeto. A troca de experiências foi, para ela, um dos pontos positivos da formação.

“Aprendemos uns com os outros e com a vivência de cada equipe. Mas o principal favorecido é o povo oroense”, pontua. Os participantes entregaram, ao final do curso, uma proposta de projeto de intervenção local a ser executado no município como forma de fortalecer a primeira infância.

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp